Revista Territórios e Fronteiras

Revista Territórios e Fronteiras (ISSN 1984-9036) publica artigos, resenhas, entrevistas, dossiês e edições críticas de documentos relacionados, preferencialmente, à disciplina da História e aos temas associados à constituição de territórios e fronteiras na história, em suas diferentes formas, realidades e dimensões. Administrada e apoiada financeiramente pelo Programa de Pós-graduação em História da UFMT, cuja área de concentração é "História, Territórios e Fronteiras", a revista tem por meta constituir um espaço de debates e de divulgação da produção científica vinculada a esses temas. O periódico também recebe contribuições interdisciplinares e ligadas a áreas afins, a exemplo da Sociologia, Antropologia, Educação, Geografia, Ciência Política, Relações Internacionais etc. Sua periodicidade é semestral.

A editoração e manutenção da revista são realizadas pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Visite nossa página no FACEBOOK.


Veja as próximas Chamadas para Dossiês Temáticos em NOTÍCIAS.


CHAMADA DE ARTIGOS PARA DOSSIÊ

Prazo para submissões: 15 de Dezembro de 2019.


CHAMADA DE ARTIGOS PARA DOSSIÊ
Revista Territórios & Fronteiras, v. 13, n. 1 (Julho/2020)


Dossiê: 

Festas brasileiras e seus significados

 

Organizadores:

Zélia Lopes da Silva/Unesp/SP

Danilo Alves Bezerra/UESPI/Parnaíba/PI

 

Proposta: 

Este dossiê, ora divulgado pela Revista Territórios e Fronteiras, traz o tema “Festas brasileiras e seus significados” que têm múltiplos vieses podendo enfocar desde aquelas manifestações festivas que celebram os rituais do poder, religioso ou laico, bem como as que conferem identidades a grupos específicos que, a partir de suas experiências festivas, demarcam suas visões de mundo e valores culturais agregadores de seus integrantes.

As festas têm, ao menos desde os anos 1980, ganhado espaço na produção historiográfica brasileira. Temática anteriormente considerada de menor importância, essas manifestações culturais denotam um importante ponto de encontro dos interesses individuais e coletivos, revelando conflitos sociais existentes que encontram nos festejos um lugar para sua emersão. O Brasil e sua plêiade de manifestações culturais encontram-se, portanto, em situação privilegiada: em todo território nacional existem festas que são capazes, a seu modo, de traduzir um traço da história, da memória e do próprio tecido social que nele se faz e se vê refletido.

É esse o sentido mais amplo que esse dossiê quer contemplar: as festas a partir do prisma da história social da cultura. Assim, gostaríamos de reunir pesquisadores que têm nas festas brasileiras seu objeto de estudo, tendo como especificidade os sentidos sociais que elas (re)estruturam no seu acontecer, em suas múltiplas territorialidades, formas organizacionais, sentidos, sujeitos e modos de interpretar a experiência humana. Portanto, caro pesquisador, convidamos você para colaborar com suas reflexões para que este projeto seja bem sucedido editorialmente.

 


v. 12, n. 1 (2019): Dossiê Temático: “Tempo presente, história oral e imagens”


Capa da revista
Imagem da Exposição sobre as histórias pessoais de crianças criadas no Hospital Foundling. Museu Foundling de Londres, 2011.